Escleroterapia: O tratamento dos vasinhos das pernas

Tempo de leitura: 6 minutos

Escleroterapia? O que é isso?

O tratamento de Escleroterapia é um dos tratamento mais conhecidos contra os tão mal falados vasinhos nas pernas, e é um dos tratamentos mais procurados pelas mulheres em clínica vascular.

Neste texto esclarecemos as dúvidas mais frequentes dos pacientes quanto a esta forma de tratamento vascular. Este artigo tem caráter informativo, e não dispensa a consulta com médico especialista.

Em termos técnicos, a escleroterapia é o tratamento de veias superficiais da face, tronco e membros através da injeção de uma substância no interior do vaso ou através da aplicação de energia térmica (laser) que causará agressão às células da parede da veia e seu fechamento, resultando em melhora estética.

Bom, mas o que são os vasinhos nas pernas?

Vasinhos nas pernas são veias dilatadas finas que muita das vezes não passam de 1 mm de diâmetro, da espessura de um fio de cabelo e têm coloração arroxeada ou avermelhada. Acometem principalmente as mulheres , por causa do estrógeno e sua principal causa é hereditária. Gravidez, aumento de peso, vida sedentária, uso de pílulas anticoncepcionais e cigarro também favorecem o aparecimento de vasinhos nas pernas.

Quantas sessões são necessárias?

É muito difícil fazer uma previsão exata do número de sessões necessárias, pois depende da quantidade de vasos a serem tratados e da resposta individual de cada paciente ao tratamento. Agende uma consulta com um cirurgião vascular para avaliação.

Há algum preparo para a escleroterapia?

Evitar o uso de cremes na perna no dia da sessão facilita a adequada fixação dos curativos usados ao final do procedimento. Também é recomendado que evite o bronzeamento excessivo da pele pois isso dificulta a visualização dos vasos a serem tratados e, no caso do laser, pode prejudicar o resultado final do tratamento, uma vez que o laser tem grande afinidade pela melanina produzida no bronzeamento.

Quais as contra indicações ao procedimento?

Pacientes que apresentem alergias ou ferimentos na pele a ser tratada devem aguardar a resolução das lesões antes de iniciar as aplicações.
Gestantes, pessoas com doenças graves, diabetes ou hipertensão descontrolados, bem como aqueles com alergia à algum tipo de material utilizado no procedimento também não devem fazer escleroterapia.

Qual a duração do procedimento?

A sessão dura em torno de 45 a 60 minutos.

Vou sentir dor?

A sensibilidade dolorosa é variável entre as pessoas e entre regiões dos membros. Normalmente há um pequeno desconforto, como uma “picada de inseto” pela introdução da agulha na pele e uma ardência durante a ação do esclerosante.

É feito algum tipo de anestesia?

Pode-se usar anestésico diluído na substância a ser injetada no vaso e isso reduz a sensação de dor/ardência. Também é possível a aplicação de ar gelado na pele a ser tratada, promovendo importante redução da dor durante a sessão.

Como é feito o procedimento?

Na Clínica Medicina Premium, o paciente permanece deitado em ambiente confortável, com um adequado controle da temperatura do ambiente, ao som de uma música suave e agradável, proporcionando relaxamento durante a sessão. São usados materiais descartáveis e esterilizados.
As veias são puncionadas com uma agulha muito fina e a infusão do agente esclerosante é feita de forma bem lenta. São feitas várias punções, sempre objetivando tratar amplamente cada região do corpo, uma por vez.
Após o término da injeção é colocado um curativo local e, em alguns casos, feito o enfaixamento dos membros após o término da sessão, com o objetivo de manter o líquido injetado mais tempo em contato com o vaso.

Após o procedimento, quais os cuidados devem ser tomados?

No dia do tratamento, após a sessão, deve-se evitar a prática de atividades físicas. Atividades simples do dia a dia podem ser feitas sem contra-indicação. Medicações para dor devem ser usadas conforme prescrição médica e sempre que necessárias.
Evitar a exposição direta das pernas ao sol enquanto estiverem presentes hematomas ou marcas na pele relacionadas com a aplicação para que não se desenvolvam manchas indesejáveis e permanentes na pele.
Caso se formem pequenas “casquinhas” nos locais das punções, elas não devem ser retiradas e se soltarão sozinhas no intervalo de algumas semanas.

Vou sentir dor após a sessão?

Algumas pessoas podem apresentar sensação de ardência ou dor local por algumas horas. Nos pés e tornozelos é frequente que permaneça  inchaço e uma sensibilidade dolorosa ao toque por cerca de 3 a 4 dias.

Vou ter hematomas ou outros sinais na pele?

Nos locais de aplicação podem aparecer hematomas, pequenas marcas ou algumas “casquinhas”, que desaparecerão completamente com o passar das semanas. O completo desaparecimento desses sinais pode variar de 7 a 21 dias em média.
Raramente a área tratada pode ficar um pouco escurecida e esse escurecimento tende a desaparecer em até 12 meses.
O aparecimento de trajeto bem escurecido no local onde havia um vaso que foi tratado deve ser comunicado ao seu médico e reavaliado pelo mesmo em 7 a 10 dias após a sessão.

Qual a frequência com que devo fazer as aplicações?

As aplicações são feitas semanalmente ou a cada 15 dias, dependendo do completo desaparecimento dos hematomas. Assim é possível que todos os segmentos de vasos que não desapareceram em uma sessão sejam novamente tratados.

O tratamento é definitivo ou os vasos podem voltar a aparecer?

Varizes é uma doença crônica e que não possui cura. Sendo assim, ao longo do tempo podem aparecer novos vasos dilatados e que exijam novo tratamento. Além disso, o vaso pode não desaparecer completamente em uma única sessão e os segmentos remanescentes são novamente tratados em sessões subsequentes, até obtenção do resultado desejado.

Existe algum risco na escleroterapia?

As complicações que podem estar relacionadas com esses procedimentos incluem manchas escurecidas, ulcerações e alergias na pele, todas elas complicações muito raras quando feitas por profissionais especialistas, ou seja, pelo cirurgião vascular.

Quando devo retornar ao consultório?

Uma reavaliação e/ou nova sessão devem ser marcadas em, no máximo, 15 dias. O resultado será avaliado, bem como a necessidade de novas sessões, drenagem de microcoágulos  e esclarecimentos de eventuais dúvidas. Caso seja necessário, agende antes seu retorno.

Agende uma avaliação com médico cirurgião para verificar a necessidade para o tratamento de escleroterapia.

Se você busca por Vascular em SBC, não deixe de conhecer a Clínica Medicina Premium.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − dezenove =